O Poder do Não

09/10/20

Aprendi hoje o valor de dizer não, seja para prazeres momentâneos, seja para pessoas as façam pedidos tóxicos, aqueles que queremos conceder mas não podemos porque irão nos atrapalhar no curto, médio e longo prazo. O fator emocional é o primeiro e fundamental inimigo a ser combatido, que personifica nosso subconsciente dizendo que devemos ajudar aos que gostamos, fazendo com nos comprometamos com algo que vai nos prejudicar. Um exemplo disso é aquele parente distante por opção que vez por outra chega com aquela cara de desesperado para pedir mais um empréstimo a perder de vista e quando falo perder de vista é exatamente isso. Sejam bens materiais, dinheiro em espécie ou tempo de vida, a simples palavra não age como poderoso inibidor de problemas, o mantra que por vezes nos protege e livra da roda dos ratos. A esposa diz que aquela roupa que não precisa está em promoção se comprar também aquele sapato que também não precisa. A publicidade está eficazmente produzindo infinitas oportunidade de se f… em dividas totalmente desnecessárias. Chegamos a conclusão que o sofrimento é opcional mas exige esforço no exercício diário do não. O contrário disso é o sim para aquilo que realmente soma, multiplica e é quadrático: renda passiva, investimentos, diversificação, estudo, atividade física, dieta, ou seja, sim para o que é bom e não para o que é ruim ou te compromete além do que você possa dar. Não é demérito dizer não, o problema é ser bom demais para os outros e ruim para si próprio. Lembre-se sempre: o longo prazo chega.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s